Blog

Infarto Agudo do Miocárdio após Operações não Cardíacas

24 febrero, 2013 by in Revisiones

Revisión publicada por los Dres Danielle Menosi Gualandro, Daniela Calderaro, Pai Ching Yu, Bruno Caramelli en Arq Bras Cardiol 2012;99(5):1060-1067

Resumo
Em todo o mundo, são realizadas mais de 230 milhões de operações por ano e as complicações cardíacas são as causas mais comuns de morbidade e mortalidade pós-operatórias.
Com o aumento da expectativa de vida da população mundial, um número crescente de pacientes com múltiplas comorbidades tem sido submetido a operações não cardíacas.
Em consequência, é esperado um aumento de complicações cardiovasculares associadas a tais procedimentos e o infarto agudo do miocárdio (IAM) perioperatório poderá se tornar um problema frequente.
No Brasil, o número de operações não cardíacas também está aumentando, sendo realizadas aproximadamente três milhões de cirurgias por ano. Apesar dosa avanços nas técnicas cirúrgicas e anestésicas, a mortalidade e o custo relacionados a estes procedimentos também estão aumentando, sendo fundamental o desenvolvimento de estratégias para a redução da mortalidade. A ocorrência de um IAM perioperatório prolonga a necessidade de terapia intensiva, a estadia
hospitalar, aumenta o custo da internação e diminui a sobrevida a longo prazo.
Esta revisão aborda a fisiopatologia, a incidência, o diagnóstico e o tratamento do IAM perioperatório, baseado nas evidências atuais

    Las Sociedades de Cardiología de Suramérica son todas miembros activos de la Sociedad Sudamericana de Cardiología.

    Dirección

    Av.Garibaldi 2593, Montevideo 11600, Uruguay.

    Teléfono

    (5982) 4806567

    Telefax
    (5982) 4806567

    Correo electrónico

    secretaria@sscardio.org